Busca avançada



Home / Patrocinadores

Votorantim

  • 04/12/2017 Todo Lugar tem uma História para Contar - Votorantim 2017

    Ministério da Cultura, Votorantim Cimentos e Museu da Pessoa apresentam: Todo lugar tem um história para contar - Votorantim 2017.

    Nesta coleção, você poderá reconhecer a cidade de Votorantim nas histórias de vida de seus moradores, registradas por estudantes do município. Por meio da parceria entre a Secretaria Municipal de Educação, o Museu da Pessoa e a Votorantim Cimentos, realizou-se o Programa Todo Lugar Tem uma História para Contar, durante o ano de 2017. Professores e coordenadores foram formados para orientar os estudantes de 4º ano do Ensino Fundamental a entrevistar pessoas da comunidade local e a produzir textos e desenhos sobre as histórias que ouviram. Os textos coletivos e as imagens mostram, além de momentos da entrevista, trajetórias de vida e vários momentos da participação dos moradores na construção da cidade. E revelam a relação de muitos deles com os próprios alunos, que também se perceberam integrantes dessa memória. Portanto, registrar a memória de um grupo é perpetuar suas histórias e valorizar sua identidade e sua cultura. Compartilhamos essas narrativas com você, pois acreditamos que elas poderão enriquecer também a sua história.

  • 06/10/2015 A gente tem sonho

    Sebastião Rosa é mineiro de Monte Carmelo, nasceu no dia nove de março de 1953. Trabalha desde os sete anos, e já teve muitas experiências profissionais. Foi em busca de esperança de uma vida melhor em Brasília no final da década de 70 já casado com Antônia e com um filho. Tião disse que o sonho de quem estuda pouco não vai muito longe, mas ele se tornou uma liderança respeitável no bairro do Fercal.

  • 00/00/0000 ''Eu quero gravar e guardar isso para mim.''

    José começa sua história contando de quando seus pais saíram de Recife e foram para São Paulo para tentar uma vida melhor. Ele conta do bairro da Freguesia do Ó, onde nasceu e viveu a vida inteira. Descreve suas travessuras na época escolar. Conta do seu período trabalhando na Austin e de seu crescimento na empresa para até sua chegada na Votorantim. Descreve os trabalhos sociais que realizou e conta como se sente gratificado. Fala de como o Dr. Antonio marcou sua vida. Conta de como Votorantim trata os funcionários. Avisa sobre seu afastamento da Votorantim e deixa seu agradecimento.

  • 00/00/0000 ''Prestigiando aquele que nos prestigiava''

    Oscar começa contando da sua saída de Recife e vinda para o Sudeste, onde passou pelo Rio de Janeiro antes de chegar em São Paulo. Conta dos momentos que voltou a Recife e de como a cidade havia mudado. Relata seu primeiro trabalho em São Paulo, onde era balconista em uma associação social. Após esse emprego, ele mudou para uma empresa internacional chamada Nitro Química e conta as diferenças com o trabalho anterior. Relata o momento que entrou para a Votorantim e de sua evolução no trabalho. Ele descreve como foi a chegada das máquinas e a adaptação novas tecnologias. Descreve os eventos da empresa que aconteciam em clubes.

  • 00/00/0000 S.E.R. E.U.

    Walter se apresenta e começa falando de seus pais. O pai era químico e a mãe dona de casa apesar de ser formada em letras e sociologia. Ele relata de seus irmãos, com destaque a irmã que possui a idade mais próxima da dele, contando que ambos brigavam muito mas que acabaram por virar grandes amigos quando adultos. Já com irmão mais novo, ele descreve uma posição onde ele assumia o a função de protetor por ser mais velho. Walter conta das brincadeiras de criança quando morava numa rua sem asfalto, contando que brincava de pião, pipa, bicicleta e sair com os amigos. Ele relata do fato da mãe ser bem conservadora já que faziam parte de uma família judia. Ele estudou em São Paulo no Colégio Jardim são paulo e se formou no Rio Branco, após isso prestou vestibular para o ITA e passou no curso de Engenharia. Ele relata que ao decorrer dos anos na faculdade percebeu que não queria seguir a profissão de engenheiro, mas se formou na área mesmo assim devido a conselhos dos professores e do pai. Isso ocorreu por ele ter um interesse na área administrativa herdada da profissão que o pai seguiu na vida, contando que após formado entrou na empresa que pagava menos, na Citibank mas que permitiria que seguisse carreira nesse ramo. Conta de seu contato com Roberto Klabin e de como ele permitiu que percorresse várias empresas até chegar na Votorantim. Conta da força da empresa no mercado voltado para exportação e que o seu crescimento gerou uma dispersão de ações, criando um desafio para Walter e demais funcionários. Ele descreve como prepara seus funcionários e de como a empresa tem o desejo que eles cresçam para não terem de buscar profissionais estrangeiros. Conta do S.E.R. E.U. ( Solidez, ética, respeito, empreendedorismo e união), que é um dos lemas da empresa. Ele conta das estratégias sustentáveis da empresa e de toda estrategia logística que ela segue. Conta do que aprendeu com a empresa em relação a valores de trabalho. Elogia a empresa, agradece e finaliza a entrevista.

  • 00/00/0000 O funcionário bem valorizado.

    Gilberto começa contando da cidade onde nasceu, Ituiutaba e também falando um pouco de seus pais e seus irmãos. Ele conta das brincadeiras tipicas de cidades do interior e de como era próximo de seus vizinhos. Conta de época em que ia para a fazenda de abacaxis do tio e quando aprendeu a nadar. Conta quando foi para São Paulo na casa de seus avós pata dar prosseguimento aos seus estudos e atrás de oportunidade de trabalho. Começa a contar de da sua formação em Engenharia Elétrica no ITA, onde cursou até o terceiro ano. Após isso ele ingressou na Light onde conta que teve um primeiro dia complicado por ter queimado um aparelho. Ele nunca teve nenhuma expectativa na light por não ter confiança na empresa, mas foi um momento bom de sua vida por ter feito amigos e contatos. Após isso ingressou na CBA, contando de seus desafios na parte mecânica. Ele começa a contar sobre Votorantim, comentando da evolução na parte de hidrelétrica e da constante mudança da empresa. Conta das características eletro intensivas da CBA. Comenta da solidez do grupo em que trabalha e do empreendedorismo, coisas que o motivam. Relata do fato de antigamente não existir uma preocupação ambiental quando se realizava a construção de uma hidrelétrica, mas que isso vem se modificado ao longo dos anos. Conta que espera que a Votorantim ''exploda'' em termos de crescimento e evolução. Relata como motivar o funcionário é importante para o trabalho. Agradece e finaliza.

  • 00/00/0000 1º dia em 1º de Abril.

    Sandra começa contando de onde nasceu, Sorocaba, e descrevendo a função dos pais. O pai era trabalhava como projetista e desenhista enquanto a mãe era professora de português e inglês. Conta da proximidade com a irmã e da transição quando morava perto de seus avós e se mudaram para outra casa ainda em Sorocaba, fazendo com que ambas ficassem sozinhas. Descreve as brincadeiras de criança e como era considerada desobediente em relação a sua irmã mas que mesmo assim era boa aluna. Conta da experiência que teve com dança, fazendo com que fosse professora na área quando ainda tinha 14 anos. Com 17 anos veio para São Paulo para estudar Engenharia na FEI e da sua experiência de morar numa nova cidade e dividir apartamento com desconhecidos. Conta de seu primeiro estágio em Sorocaba na Alcoa. Em seguida trabalho 3 anos na Multibras e conta de sua experiência e que nesse período começou a morar com o marido. Conta dos inúmeros trabalhos que passou ao longo dos anos até chegar na Votorantim Cimentos Brasil. Seu primeiro dia foi na data de 1 de Abril, fato esse que gerou muitas brincadeiras entre ela e os colegas. Ela conta de toda sua experiência na empresa, demonstrando vários setores que trabalhando e explicando-os brevemente. Ela recebeu uma homenagem da empresa e conta com muita alegria, após isso descreve alguns desafios que encontrou na empresa. Ela conta de sua ambição em crescer na carreira e se tornar diretora de uma empresa no futuro. Finaliza a entrevista e agradece.



Rua Natingui, 1100 - São Paulo - CEP 05443-002 | tel +55 11 2144.7150 | cel +55 11 95652.4030 | fax +55 11 2144.7151 | portal@museudapessoa.net
Licença Creative Commons

Museu da Pessoa está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-Não Comercial - Compartilha Igual 4.0 Internacional

+