Busca avançada





Selma Issa Gândara Vieira

Empresária

13/09/1956

São Paulo / Bauru Brasil

Informações Pessoais

Selma Issa Gândara Vieira nasceu em 13 de setembro de 1956, na cidade de Bauru (SP). Seu pai e irmãos vieram junto com seu avô para o Brasil, na década de trinta. Trabalharam em São Paulo como mascate e posteriormente montaram um armazém em Caxambu, (MG) perto de Birigui. Seu avô voltou pro Líbano e seus filhos ficaram. Em 1939, Issa inaugurou a Loja já com o nome de Atropical e ficou cada um dos irmãos tocando um negócio. Issa passou por um problema de saúde e vai para o Rio de Janeiro, onde conhece a mãe de Selma, se casa e a traz para morar em Bauru. Sua infância foi tranquila, seu pai comprou uma casa no Altos da Cidade, zona sul de Bauru. Após o casamento, o pai de Selma priva sua mãe de trabalhar e ela se dedica a prestar serviços de casa e a ajudar a vizinhança. Sua infância foi regada a muitas reuniões e comidas árabes típicas. Sua mãe, descendente de italiano tinha facilidade tanto com a culinária italiana como a árabe. Brincava com a vizinhança onde todos se conheciam. Estudou até o segundo grau num colégio só de meninas, e na saída da escola ia “Batistar”, termo utilizado para descrever a caminhada na Batista de Carvalho, e tomar lanche com as amigas. Assim como a mãe Selma gostava de ajudar as pessoas e sempre exercia um trabalho voluntário. Selma descreve o Centro da cidade de Bauru, onde viveu diversas experiências. Estudou psicologia e foi trabalhar e morar em São Paulo, onde permaneceu por 10 anos. Casada e com 2 filhos, decide voltar com a família para Bauru e pede para trabalhar com seu pai. Em 1991, abriu duas filiais da Atropical, uma no Bauru Shopping,comandada por Selma, e outra em Marília, período de adaptação até as lojas se sustentarem. Ouviu os conselhos do pai e foi tocando o negócio. Diferença de públicos entre a loja do shopping e a loja do Centro. Em 1998 seu pai falece e em 2001 fecha a loja do Bauru shopping. Mudança da loja do Centro, para a Azarias Leite, e abertura da loja perto do Bosque da Saúde, parte nobre da cidade. Como seu filho ajudando, ela conseguia tocar as lojas, mas depois decidiu fechar uma delas e optou pela loja do Bosque da Saúde, permanecendo só com a Loja do Centro, na Azarias Leite. A pandemia mundial foi um momento muito difícil do qual a Selma teve de reinventar, o que a ajudou nesse momento dificil além de seus funcionários foi o estoque de tecido de algodão, com a fabricação de máscaras, que ela pode manter a sua despesa com a loja e seus funcionários. Aprendeu sobre os modos de consumo de seu público e a entender os novos costumes. Hoje, aposta numa propaganda mais nas redes sociais e para o futuro pretende investir no e-commerce e manter as vendas por WhatsApp. Pretende dar cursos de corte e costura em sua loja e colocar estagiários como estilista, a fim de ensinar um pouco sobre tecidos.


Rua Natingui, 1100 - São Paulo - CEP 05443-002 | tel +55 11 2144.7150 | cel +55 11 95652.4030 | fax +55 11 2144.7151 | atendimento@museudapessoa.org
Licença Creative Commons

Museu da Pessoa está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-Não Comercial - Compartilha Igual 4.0 Internacional

+