Busca avançada



Criar

Imagem

O Som Imaginário na sinuca

Sinopse

O Som Imaginário reunido para uma partida de sinuca no Merpuga (Praça Gal. Osório): Nivaldo Ornelas, Paulo Braga, Wagner Tiso, Jamil Joanes e Fredera. O Som Imaginário é uma banda de rock progressivo formada no início dos anos de 1970 no Rio de Janeiro basicamente por músicos mineiros, acompanhou Milton Nascimento em alguns shows. Com formações muito variantes, gravaram três LPs na década de 1970, todos relançados em CD. As músicas mais conhecidas foram "Feira Moderna" (Fernando Brant/ Beto Guedes), "Hey Man" (Zé Rodrix/ Tavito), "Cenouras" (Frederyko, o Fredera) e "Nova Estrela" (Wagner Tiso). O grupo acompanhou outros cantores, como Gal Costa, Sueli Costa e Carlinhos Vergueiro e participou em 1971 do filme "Nova Estrela". Sua formação era: Wagner Tiso, teclados; Luís Alves, baixo; Robertinho Silva, bateria; Tavito, violão; Frederyko (Fredera), guitarra; Zé Rodrix, teclados, voz e flauta; Laudir de Oliveira, percussão; Naná Vasconcelos, percussão; Nivaldo Ornelas, saxofone; Toninho Horta, guitarra; Noveli, baixo; Paulo Braga, bateria.A influência musical de Nivaldo Ornelas vem da família, seus pais eram músicos amadores. Começou a estudar música na Escola de Formação Musical que foi fundada por Heitor Villa-Lobos e aos 16 anos já fazia parte da sinfônica juvenil. Hoje com 40 anos de carreira, Nivaldo é considerado membro do Clube da Esquina.

Tags

Outras informações

Local: Rio de Janeiro, RJ
Ano:1977
Creditos: Desconhecido



Rua Natingui, 1100 - São Paulo - CEP 05443-002 | tel +55 11 2144.7150 | cel +55 11 95652.4030 | fax +55 11 2144.7151 | atendimento@museudapessoa.org
Licença Creative Commons

Museu da Pessoa está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-Não Comercial - Compartilha Igual 4.0 Internacional

+