Busca avançada



Criar

Imagem

Guilherme de Brito Bollhorst

Sinopse

Na fotografia, Guilherme aparece ao lado de uma colega de trabalho da Casa Edson. Rio de Janeiro (RJ), 1941. “Ah, tenho muitas lembranças da Vila Isabel. Antigamente tinha quitanda. Eu comecei a tocar cavaquinho em casa. Meu pai tocava violão. Eu era garoto e ficava muito curioso. Um dia, eu quis tocar cavaquinho. Pedi ao meu pai pra comprar um violão pra mim. Ele comprou, mas achei o violão muito grande. Com o cavaquinho eu me ajeitei melhor. Então, da Vila Isabel, a lembrança que eu tenho é essa. Eu tocava muito na casa de Dona Carlota. Também tocava na quitanda. O dono, português, dizia assim para mim: ‘Ó, toca, canta um negócio para mim aí.’ A quitanda estava vazia, eu cantava um samba para ele acompanhado pelo cavaquinho. Aí ele me dava uma fruta, uma banana, uma laranja. Então eu já estava fazendo sucesso naquela época, para ganhar de cachê uma fruta, uma banana.”

Outras informações

Local: Rio de Janeiro - RJ
Ano:1941



Rua Natingui, 1100 - São Paulo - CEP 05443-002 | tel +55 11 2144.7150 | cel +55 11 95652.4030 | fax +55 11 2144.7151 | atendimento@museudapessoa.org
Licença Creative Commons

Museu da Pessoa está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-Não Comercial - Compartilha Igual 4.0 Internacional

+