Busca avançada



Criar

História

Um lápis, um braço e uma confusão

História de: Alessandro F.N de Oliveira
Autor: Alessandro F.N de Oliveira
Publicado em: 28/09/2019

Tags

História completa

Quando era pequeno eu estudava em um colégio, no qual eu tinha muitos problemas. Um certo dia eu estava tentando copiar a matéria, eu usava lápis para escrever, pois estava nos primeiros anos do ensino fundamental, e um "colega" metido a valentão estava me perturbando e essa encheção de saco desembocou em uma discussão. Resumindo a guerra, no meio da discussão ele se preparou para me dar um soco. Mas eu fui mais rápido que o soco e estiquei meu braço direito para frente por reflexo e a ponta afiada do lápis entrou no braço dele, quase que como uma estocada. Depois de ir até a diretoria por ter enfiado o lápis no braço do queridinho do colégio, minha mãe foi chamada no colégio. Mas ela já sabia que o colégio tinha muitos problemas comigo, por "N" motivos e um deles era pelo fato de eu ser bolsista, pois era neto de uma professora e por ter problemas com um aluno que era o querido da diretoria, sendo que a mesma nem escondia isso. Por fim instruíram a minha mãe a me colocar em uma psicóloga, porque teoricamente eu era um aluno perigoso. Fui para a psicóloga e a mesma falou que eu sou perfeitamente normal.

Ver Tudo

Outras histórias


Ver todas


Rua Natingui, 1100 - São Paulo - CEP 05443-002 | tel +55 11 2144.7150 | cel +55 11 95652.4030 | fax +55 11 2144.7151 | atendimento@museudapessoa.org
Licença Creative Commons

Museu da Pessoa está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-Não Comercial - Compartilha Igual 4.0 Internacional

+