Busca avançada



Criar

História

O Gato está fazendo falta

História de: Dona Noca
Autor: Museu da Pessoa
Publicado em: 15/10/2021

Sinopse

Jurema lembra da infância difícil na favela do esqueleto (RJ) onde a família viveu até serem removidos, na década de 1960, durante o período do governo de Carlos Lacerda, para a favela da Nova Holanda/Maré. Lembra que a avó “passava o olho” nela e nos irmãos enquanto a mãe ia trabalhar como doméstica na Zona Sul. Conta das transformações no bairro, a chegada do asfalto, a troca para a luz elétrica.  Ainda jovem aprendeu a costurar e a fazer cabelo e rememora as filas, na porta de sua casa na Nova Holanda, nos anos 1980 e 1990, feitas por meninas e mulheres procurando pelos serviços de alisamento de cabelo com pente quente, prática e conhecimento adquirido por dona Noca

Tem memórias sobre o bloco “Unidos da Nova Holanda”, coordenado pelo Adevanir, e que fazia os ensaios na quadra na Rua A. Noca desfilava na ala das baianas. Componente da Escola de Samba Gato de Bonsucesso (derivada do bloco da Nova Holanda), ajudava na arrumação da quadra e na feitura das comidas nos dias de evento. Também fazia o cabelo das mulheres para o desfile.

Cabeleireira e costureira, tem 6 filhos, todos nascidos na Maré.


Tags

História completa

Eu sempre gostei de costurar, desde nova, desde pequena. Eu ia lá em Bonsucesso no Chepinha, que só vendia tecido, eu comprava tecido ali e eu mesmo fazia minha roupa.

Fazia roupa até pra minha mãe.

Fazia vestidinho, que minha mãe gostava muito de vestido, mas tinha que ter um babadinho aqui e tinha que ter bolso, tinha que ter bolso do lado. Eu fazia. 

Eu fazia a mão mesmo, fazia uns vestidinhos depois para os meus filhos

É, fazendo roupinha de boneco eu aprendi.

Até hoje todo mundo vai lá em casa pedir para eu fazer bainha, me pede para fazer pence, pede para eu botar fecho ecler, tudo na mão e não solta não, é que nem máquina.  Só que agora que a minha vista está meio...que estou fazendo até o tratamento da vista.



Antigamente não era ‘Gato’, era Unidos de Nova Holanda, começou assim Unidos de Nova Holanda, era do Devanir, o presidente era o Devanir de Oliveira que mora ali na Principal, perto da padaria, ele que era o dono do bloco, e o bloco da gente não era ali, era lá no campo de futebol, depois que passaram para cá, aí o Devanir ficou muito doente, que ele andava muito...e ele era casado com a Edite, a Edite falou “ou o bloco ou eu”. A mulher dele falou, ele teve que sair. Aí entrou outro presidente, era seu Manuel que botou o nome de Gato

Porque na época não tinha mais couro, eles pegavam gato dos outros para poder tirar o couro.

Nós saímos para desfilar daqui, o caminhão levava as pessoas todas arrumadas, já tem outras pessoas que deixaram para se arrumar lá, botava roupa dentro do saco e ia se arrumar lá na cidade.

Isso aqui é uma alegria, porque a gente não tinha condições de ir lá para fora, ir para o cinema, de ir para um lugar, sabe? E o samba aqui já dava alegria, muita alegria para gente, e muita gente ainda fala: “O Gato está fazendo falta”, é a única diversão que a gente tem ir lá para quadra, se divertir um pouco e agora não tem mais.



Ah, dia de sexta, sábado e domingo, os outros queriam tudo ir para a farra, minha casa enchia, era muita gente, às vezes saía até briga por causa da vez. Vinha gente da Baixa para fazer o cabelo, vinha gente do Parque União lá para minha casa.

Era ferro quente, pente quente e marcel que é a tesoura, pente quente que alisava e o marcel, a pessoa pedia que era de lado ou tudo para trás, e a tesourinha de marcel que fazia os cachinhos, enrolava bob, passava henê, pintura.

Marcel era a tesoura de ferro, sabe? Aí tira as mechinhas, puxa os cachinhos, fica inteirinho os cachinhos, depois se quiser ondular, vai com cabinho do pente, ondula ele assim para ficar cheinho.


Ver Tudo PDF do Depoimento Completo

Outras histórias


Ver todas


Rua Natingui, 1100 - São Paulo - CEP 05443-002 | tel +55 11 2144.7150 | cel +55 11 95652.4030 | fax +55 11 2144.7151 | atendimento@museudapessoa.org
Licença Creative Commons

Museu da Pessoa está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-Não Comercial - Compartilha Igual 4.0 Internacional

+