Busca avançada



Criar

História

Isolamento também é paradoxo

História de: Lóide Oliveira Panza
Autor: Lóide Oliveira Panza
Publicado em: 13/08/2020

Sinopse

Diário de Lóide Oliveira Panza, 27 de julho de 2020.

Tags

História completa

Dia 27 de julho de 2020, diário de Lóide Oliveira Panza.

É engraçado pensar que olhando por cima parecia que a consequência mais certeira do isolamento seria o afastamento e esfriamento das relações. mas, pelo menos por aqui, eu tenho me aproximado até de pessoas que pensei que o vínculo não se estreitaria nunca. o que tem trazido mais leveza e alegria para os dias em que bate com mais força a impossibilidade de tantas coisas que podíamos fazer sem qualquer preocupação. a coisa mais louca é essa. coisas simples terem se tornado tremendamente trabalhosas só de se pensar, como ir ao banco. faz meses que preciso ir ao banco resolver uma pendência mas é estranho olhar todas as barreiras até chegar lá e ter tudo resolvido. sei que alguma pessoas não têm opção, precisam mesmo pegar a fila enorme e correr todos os riscos pois as demandas de suas vidas não perdoam nem mesmo a pandemia. e isso é muito triste. aquém de todas as possibilidades e impossibilidades está a desigualdade. mas sei que não perdemos a esperança. sei que ainda há esperança.

Ver Tudo PDF do Depoimento Completo

Outras histórias


Ver todas


Rua Natingui, 1100 - São Paulo - CEP 05443-002 | tel +55 11 2144.7150 | cel +55 11 95652.4030 | fax +55 11 2144.7151 | atendimento@museudapessoa.org
Licença Creative Commons

Museu da Pessoa está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-Não Comercial - Compartilha Igual 4.0 Internacional

+