Busca avançada



Criar

História

Histórias de José Roberto

Tags

História completa

EMEB”PROF. APARECIDO BATISTA DOS SANTOS” / 4º ANO C / PROF. NÍVEA HISTÓRIA DO DEPOENTE: JOSÉ ROBERTO DA SILVA Na década de 50, quando o mundo saia da Segunda Guerra Mundial, começava as transmissões da televisão, ouvia-se Elvys, Jovem Guarda, nascia no quarto n° 01, leito 02 o filho do meio da Sra Virgínia e do Sr. Sebastião, o pequeno José Roberto. Era dia 23 de maio na promissora cidade de Indaiatuba, no Hospital Augusto de Oliveira Camargo. A cidade tinha pouco mais de vinte mil habitantes. Como os avos de José Roberto moravam num sítio em Campinas no Bairro Aparecidinha, por lá passou parte de sua infância e a outra parte passou nas proximidades do Hospital em que nasceu em Indaiatuba. José Roberto lembra da casa onde passou sua infância, era grande, tinha 5 quartos, 2 banheiros e uma cozinha.Hoje lá é o Departamento Pessoal do Hospital, lembrou também de uma árvore “Biri” que lá havia, bem na entrada do hospital. Era uma criança que não gostava de tomar banho, só ia depois que via o chinelo na mão da mãe, ai não tinha outro jeito a não ser ir logo para o banho,mas a hora que mais sofria era quando tinha que comer o que não gostava: ovo quente com chocolate. Sua diversão era jogar bola, nadar, brincar de pega-pega, cobra-cega, peão, armar arapuca e bodoque. Era uma criança sapeca e teimosa e em uma de suas traquinagens foi nadar em um tanque na época conhecido como “Tanque Batatinha”, localizado na fazenda do Bicudo. Nadava bem e não tinha limites, jamais os amigos pensavam que ia acontecer alguma coisa com ele, e naquele dia, nadava no meio do tanque e de repente começou a sentir câimbras nas pernas e nos braços, e já sem força começou a afogar-se. A principio seus amigos olhando aquilo achou que estava brincando, mas um de seus amigos percebeu que não era brincadeira e correu para salvá-lo. A partir deste dia José Roberto percebeu os riscos que a água traz e viu que tem que respeitar a natureza. Falou da juventude com saudades, disse que era boa, foi namorador e paquerador e aproveitou para contar como era a paquera de antes. As garotas ficavam andando em circulo no interior da praça, já os garotos rodeavam as garotas passeando na calçada da praças, para que todo momento passar a sua frente, se caso houvesse algum interesse convidava sua paquera para ir ao cinema que havia na frente da praça o Cinerex, disse que era o único cinema da cidade.Suas paqueras começaram aos 17 anos e o namoro sério foi com 27 anos. Conheceu a televisão com 10 anos, quando esta não pegava era só dar um tapa que voltava a funcionar, os programas que assistia eram Pica-Pau, Zé do Caixão, Hércules, Nacional Kids. A explosão musical do momento era a Jovem Guarda; para sair para os baile ia todo bonitão, camisa xadrez, calça preta bem colada com boca de sino, ainda para combinar colocava um cinturão com uma fivela enorme, no pescoço um medalhão, com uma bota de salto bem alto e seus cabelos acreditem, eram longos. Começou a trabalhar aos 14 anos como estagiário em firmas, fez diversos cursos técnicos.Com seu primeiro salário comprou um gravador para gravar a voz dos amigos. Atualmente trabalha na Prefeitura Municipal de Indaiatuba, na Secretaria da Saúde. Nos esportes se destaca: pratica Karatê há 40 anos, faz musculação e adora dançar. Também é Chefe do Grupo de Escoteiros Indaiá (Entidade que ajuda jovens a serem patriotas, desenvolvendo o civismo, a cidadania e preparando-os para um futuro melhor).José Roberto fala com orgulho de seu trabalho junto aos escoteiros, das aventuras que já viveu, afinal já fazem 16 anos que participa do grupo. Agradece à sua família por tudo que é hoje. É casado, tem 03 filhos e uma neta, a Beatriz, aluna do 4º ano C que também ajudou a escrever esta história que nos ensinou muito.
Ver Tudo

Outras histórias


Ver todas


Rua Natingui, 1100 - São Paulo - CEP 05443-002 | tel +55 11 2144.7150 | cel +55 11 95652.4030 | fax +55 11 2144.7151 | atendimento@museudapessoa.org
Licença Creative Commons

Museu da Pessoa está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-Não Comercial - Compartilha Igual 4.0 Internacional

+