Busca avançada



Criar

História

Grata por estar junta com todo mundo

Sinopse

Nesta entrevista, Dona Nadir fala sobre sua infância no Capão, a entrada no mundo do Griô, as funções culturais do teatro e a importância da educação. Por fim, Nadir fala sobre seus sonhos para o futuro.

Tags

História completa

Educação, respeito, que é em primeiro lugar: uma criança tem que fazer, nem só criança, os adultos também, mas a criança tem de respeitar a criança pra criança respeitar a gente. Como eu nunca achei uma criança pra me xingar, me dizer nada, porque a criança eles gostam de carinho, seja ele quem for. As vezes pode ter gente que fala, acha ruim comigo, eu falo vamos supor que tem um irmão na prisão, né? Eu só tô dando – acho que eu posso falar isso aqui, né? Mas aquele irmão já foi uma criança um dia, mas ninguém sabe o motivo por onde que ele tá ali, né, naquele lugar. Por isso que quando disse que era para mim trabalhar com as crianças aí, para mim foi a coisa melhor da vida porque antes de eu ensinar a eles as musiquinhas do Drama, do Rezado, que eu fiquei no lugar da cultura, né, então eu ensinei essas coisas. Então nós somos em quatro do Griô, e eu fiquei na Cultura, enquanto eu vou explicar isso pra eles: o cantar, pra eles escrever, primeiro eu chamo, converso com eles com educação, explicando a eles, falo pra eles respeitarem as professoras, assim como eles respeitam o pai e a mãe, também tem que respeitar porque elas é quatro horas que elas ficam com eles, né? Tem de respeitar, que se quanto mais, eu falo pra eles: “Como vocês respeitam as professoras mais elas têm amor por vocês!” Eu sempre falo isso pra eles.

Ver Tudo PDF do Depoimento Completo

Outras histórias


Ver todas


Rua Natingui, 1100 - São Paulo - CEP 05443-002 | tel +55 11 2144.7150 | cel +55 11 95652.4030 | fax +55 11 2144.7151 | atendimento@museudapessoa.org
Licença Creative Commons

Museu da Pessoa está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-Não Comercial - Compartilha Igual 4.0 Internacional

+