Busca avançada



Criar

História

Futebol e música

Sinopse

Em sua divertida entrevista, Ronny nos conta longamente sobre sua infância na Ilha das Onças, e também a respeito da curiosa conjunção de histórias que fez a união de seu pai com sua mãe. Fala sobre as pescarias com seu pai e sua paixão pelo futebol. A partir daqui surge um personagem central em sua vida: Mestre Vieira. Ronny fala como se mudou para Barcarena com a missão de conhecer o Mestre, que ao fim lhe acolheu tanto como jogador de futebol como cantor e compositor. A partir daqui, Ronny narra sua trajetória na música e termina registrando a história de sua atual companheira e seu filho.

Tags

História completa

Com sete pra oito anos, já, foi daí que comecei a ir pra Barcarena. Eu vinha pra Barcarena sede, na casa da minha outra tia que já morava aqui. Depois de um tempo, vim mais, porque o meu sonho era conhecer o Vieira, o Rei da Guitarrada. E o Vieira fundou um time na época, que existe até hoje: Clube Atlético Barcarenense. E eu sempre gostei de futebol. Isso eu já tinha o quê? Treze pra catorze anos. 

Eu jogava futebol pela Juvenil da Tuna Luso Brasileira. Depois tive uma leve passagem pelo Remo. E, quando veio jogar a Juvenil da Tuna contra a seleção da Barcarena, o Vieira me viu jogando ali. Só que ele não sabia que eu era de Barcarena, que a minha família morava por aí. E ele me fez o convite pra jogar no time dele e tudo.

Eu cheguei a morar na casa do Vieira. Por quê? Porque eu queria música. E ele me ensinou muita coisa. O Vieira foi o cara que colocou a minha primeira música num disco, como compositor: “Rapaz, você tem muita coisa boa. Vamos colocar lá”. Além dele ter a banda dele, ele era produtor da gravadora Continental, na época, a mais estourada do Brasil, entendeu? E ele colocou no disco da cantora Miriam Cunha, uma música minha chamada Faça de mim o que quiser. A música estourou em todo o norte e nordeste. Aí, daí, eu despontei como compositor. E fui ficando em Barcarena, sede. 

Aí, quando chegou Alberto Calçada, pra produzir um disco do Vieira, ele me viu cantando numa casa de show chamada O Batista, só que eu cantava mais as minhas músicas. E o Calçada me conheceu no estúdio com o Vieira. E ele foi: “Eu vou ver você cantar”. Aí ele foi. Quando eu terminei de cantar, ele mandou um papelzinho pelo garçom: “‘Seu’ Alberto Calçada, pra você ir lá na mesa com ele”. Aí eu fui lá. Quando eu cheguei, ele perguntou pra mim: “Você quer gravar um disco?”. Era o meu sonho. Aí: “Claro que eu quero” “Então, vá lá no hotel comigo, tal hora, assim, assim e assim. E leve alguma coisa sua”. 

Eu já tinha tudo gravado em fita cassete, com violão. Levei. Ele levou pra São Paulo, o meu material: “Ah, eu vou ligar pra você e tal”. Mais de trinta dias, quarenta e cinco dias, eu imaginei: “Pronto. Roubou minhas músicas”. Aí, um belo dia, naquele tempo não existia celular assim, aí o fixo tocou. Era a produção, era um diretor do Alberto Calçada: “Olha, o ‘seu’ Calçada mandou dizer pra você que tudo ok, você vai gravar na Gravasom”. Aí eu: “Puxa!” “Só que você tem que ensaiar. Veja aí os músicos que você quer gravar. E vá, que o estúdio está pra você”.

Foi um sonho. Veja, o Vieira me acolheu tanto como jogador de futebol, como compositor, porque eu fiquei na casa dele. Só pra ti ter uma idéia, eu larguei o trabalho, eu larguei os meus estudos, pra ficar perto do Vieira. Porque o que eu queria era o futebol e a música. Então, ali eu jogava bola e aprendia música, com aquele homem. Porque pensa num cara inteligente. Eu olhava aquele homem tocando aquilo: “Meu Deus, o cara toca demais”. E eu sempre mostrando as minhas músicas pra ele, e ele sempre mostrando pros outros. Então foi ele que me deu o primeiro pontapé pra uma música minha acontecer.

 

Ver Tudo PDF do Depoimento Completo

Outras histórias


Ver todas


Rua Natingui, 1100 - São Paulo - CEP 05443-002 | tel +55 11 2144.7150 | cel +55 11 95652.4030 | fax +55 11 2144.7151 | atendimento@museudapessoa.org
Licença Creative Commons

Museu da Pessoa está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-Não Comercial - Compartilha Igual 4.0 Internacional

+