Busca avançada



Criar

História

Força pra seguir adelante

História de: Katiomise Averna
Autor: Museu da Pessoa
Publicado em: 16/04/2016

Sinopse

Katiomise nasceu na cidade de Porto Príncipe, no Haiti. Morou com sua tia na Venezuela após a morte se sua mãe e, em 2015 mudou-se para o Brasil. Vive hoje em São Paulo, onde trabalha na Cooper Viva Bem. Seu sonho é estudar medicina.

Tags

História completa

Katiomise Averna. Nasci em nove do dez de 1994 no Haiti, na cidade de Porto Príncipe. É bom. Porque mio país, lo gusto como é. Vim para o Brasil em fevereiro de 2015. Eu tá lá em Venezuela, com minha tia, passa sete anos em Venezuela porque la coisa dela tá ruim, então seria melhor viver aqui, mais tranquila. Na Venezuela eu estava vendendo e trabalhando em um mercado que se chama Mercado Bolivariano. Passou sete anos lá e passou quatro anos estudiando.

Tem muita pessoa que vive antes em Venezuela e vem morar aqui no Brasil e quando vem de Brasil à Venezuela e falam bem de Brasil, que Brasil tá bom, que Brasil é muito bom e que Venezuela tá ruim. Então yo decidiu que só vem pra ver, se naquilo que la gente estão me dizendo tem a ver. Foi de Haiti pra Venezuela porque minha mãe morreu, eu estava pequena, e minha tia que me criou. Entonces ela falou com minha pai e me dá assinatura dela que pode venir pra Venezuela. De Venezuela aqui lutando, eu sozinha, sem pessoa. Passo quatro anos e cinco meses com ela, não quis viver com ela mais porque estava maltratando muito a mim então yo preferia viver sozinha.

Quando eu vim para o Brasil eu morava em Boa Vista com uma amiga minha. Gostava Boa Vista. Porque lá eu estava em um trabalho em casa familiar. La moça, mi patrón, me tratava como sua filho, me tratava bem. Eu gosto. Em São Paulo eu moro na Lapa de Baixo. Yo tenho um namorado agora mesmo. Então mora com hermana dele. Agora é ela que é minha parente aqui, não tenho mais ninguém. Meu namorado tá no Haiti, ele vai vir pro Brasil.

Eu conheci a Cooper Viva Bem quando eu estava buscando trabalho, aí entonces viu e até me falou também: “Aqui tem uma cooperativa que estão pegando gente pra trabalhar, você pode ir lá já pra fazer uma ficha pra ver se puede pegar pra você”. Aqui eu trabalho com produção de material. Entonces é assim: quando termina de vender esse material de coleta ainda tem porcentagem pra nós.

Agora não está estudiando ainda, busca trabalho pra ver se pode fazer um dinheiro pra guardar, antes que estudia. O trabalho com reciclagem pra mim é bom porque a minha família tudo está em Haiti. Dinheiro que eu ganho aqui é muito pouco pra mandar pra eles, entonces agora não vou fazer pra mandar dinheiro pra ninguém porque esse é pra mim sozinha. Quando está em Venezuela não terminei estudo ainda, porque no mês que eu vou terminar eu vim morar aqui em Brasil, não terminei quinto ano. Tem que fazer quinto ano outra vez pra poder ir pra universidade.

Agora quando eu terminar de estudiar o quinto ano vou ir pra universidade pra estudiar Medicina. Después vamos ver se vou casar, casar com meu namorado pra viver com ele. E mi plano pra seguir adelante, porque la vida não é tão fácil como eu pensei, eu pensei que é fácil, mas não viu lá vida. Pensei que é fácil e não é fácil de verdade, é muito difícil, tem que ter força pra seguir adelante.

Ver Tudo PDF do Depoimento Completo

Outras histórias


Ver todas


Rua Natingui, 1100 - São Paulo - CEP 05443-002 | tel +55 11 2144.7150 | cel +55 11 95652.4030 | fax +55 11 2144.7151 | atendimento@museudapessoa.org
Licença Creative Commons

Museu da Pessoa está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-Não Comercial - Compartilha Igual 4.0 Internacional

+