Busca avançada



Criar

História

EU, PROFESSORA: TRAJETÓRIA DE UMA PROFESSORA EM FORMAÇÃO

História de: Karolaine Nunes Silva
Autor: Karolaine Nunes Silva
Publicado em: 11/01/2022

Tags

História completa

Meu nome é Karolaine Nunes Silva, tenho 22 anos, brasileira, nasci em 30 de Abril de 1999 na cidade de Senador Guiomard no Estado do Acre, sou filha de Maria Antonia de Moura Nunes e Cleumar Vieira da Silva, primogênita de cinco irmãos, porém só moro com duas e atualmente estou em formação no curso de Pedagogia na Universidade Federal do Acre (UFAC), mas para chegar na minha graduação preciso contar como isso aconteceu. Eu nasci no município de Senador Guiomard mais conhecido como Cidade do Quinari, porém toda a minha infância eu morei na zona rural de Plácido de Castro com meus avós, de certo que os meus primeiros anos escolares foi em uma escola na zona rural chamada princesa Isabel II era uma escola multisseriada, portanto estudávamos todos juntos e misturados e tínhamos apenas um único professor. Ele era paciente, engraçado e totalmente dedicado ao que fazia, a brincadeira mais comum entre nós era a de “dar aula”, lembro-me que eu gostava muito e que tínhamos nosso professor como modelo, eu sempre me perguntava como ele conseguia ensinar todos nós, achava tudo muito lindo e inspirador naquela época éramos apenas crianças que brincavam sem saber a real importância de um pedagogo. Para fazer o ensino fundamental II tive que ir para uma escola na cidade e por ser muito difícil o acesso e o percurso que tinha que ser feito para chegar à nova escola eu tive que ir morar com minha mãe em senador Guiomard, onde nasci, fui matriculada na escola Brigadeiro Eduardo Gomes lá estudei até o 8º ano do ensino fundamental II lembro-me que nunca fui muito extrovertida, com uma nova escola e toda a questão da mudança a minha timidez se aprofundou, eu não era uma aluna que participava de todas as brincadeiras e atividades escolares gosto de pensar que eu era uma aluna mediana que fazia sempre o possível para não ter muita atenção sobre si. O 9º ano do ensino fundamental II e o ensino médio eu fui para uma outra escola, chamada 15 de junho, na minha adolescência lembro-me que quando me perguntavam: “Qual faculdade você pretende cursar?” eu não sabia o que responder, eu sabia que queria cursar uma faculdade só não sabia qual, meu ensino médio girou todo em torno dessa pergunta “Qual faculdade devo cursar?” eu acho que é assim para todo mundo, exceto para aqueles que já sabem que direção devem seguir, eu terminei o ensino médio no final de 2015 e no final do ano de 2016 fui para Brasiléia fazer faculdade de medicina na Universidad Amazónica de Pando na Bolívia, permaneci apenas um ano na faculdade tranquei e voltei para minha cidade natal, porque eu fiz isso? acho que eu não estava preparada para tal coisa, algo não encaixou, talvez eu tivesse ido somente pelo status da profissão e também tinha toda a situação financeira que pesou bastante com o passar do tempo. Depois que voltei passei mais um ano sem estudar e no dia 12 de fevereiro de 2019 fui aprovada no curso de Pedagogia na Universidade Federal do Acre, as aulas iniciaram em março do mesmo ano. A primeira impressão que eu tive do curso foi de que algo novo e desafiador se iniciava para mim, eu diria que o início da minha formação foi conturbada com questões do tipo “será que eu estou no caminho certo?” "será que é isso mesmo que eu quero?”. Lembro-me quando começamos a estudar eu achava tudo muito complexo, difícil e pensava que não ia conseguir aprender, pois era tudo muito novo para mim, porém conforme o tempo foi passando e eu ia me familiarizando com os conteúdos e com a grade do curso passei a me sentir mais confiante, hoje em dia sou apaixonada pela ideia de trabalhar na educação infantil. Apesar das dificuldades e dos momentos de exaustão eu sinto que estou no caminho certo e que devo permanecer nele, no decorrer do curso conheci autores de quem eu nunca ouvi falar, me apaixonei pelas ideias de Paulo Freire, Maria Montessori, Karl Marx, Bourdieu, Piaget, Vygotsky e até mesmo por Rousseau dentre tantos outros, tive o prazer de conhecer e aprender com professores competentes, dedicados e de excelência magnitude no desenvolvimento do seu trabalho. Em 18 de março de 2020 às aulas presenciais foram suspensas por causa da pandemia do covid-19 e em outubro do mesmo ano iniciamos o ensino remoto emergencial onde professores e alunos foram desafiados a se adaptar à nova forma de ensinar e aprender em virtude da pandemia. Sinto que hoje sou uma pessoa completamente diferente daquela que iniciou o curso, segundo Albert Einstein "uma mente que se abre a uma nova ideia jamais voltará ao seu tamanho original" sinto-me privilegiada por poder cursar uma faculdade e ainda mais por esta em um curso como o de Pedagogia tão rico em conteúdos, ensinamentos e em amplitude de valores tão escasso em nossa sociedade atual, aguardo ansiosa pelos próximos momentos que a Pedagogia tem a me oferecer e sei que o curso ainda tem muito para me ensinar. Hoje em dia, estando no 5º período do curso de Pedagogia eu consigo resgatar a essência daquela menininha que brincava de ser professora e sentia prazer em fazer tal coisa, que achava a brincadeira mais divertida do mundo, bom já deu pra perceber que nem sempre é a coisa mais divertida do mundo mas se colocarmos paciência, amor e dedicação podemos transformar nosso trabalho em algo prazeroso e mágico, hoje em dia eu entendo a importância de se comprometer com a educação e principalmente o privilégio que é fazer parte desse grupo de profissionais que com todos os seus esforços tentam trazer educação de qualidade para a população. As minhas expectativas para depois do curso é que eu possa colocar em prática tudo o que estou aprendendo na minha formação, que eu possa fazer a diferença com o meu trabalho e espero influenciar positivamente na vida das crianças que serão confiadas a mim, acho que finalmente vou ter minha resposta de como meu professor de infância fazia para ensinar.
Ver Tudo

Outras histórias


Ver todas


Rua Natingui, 1100 - São Paulo - CEP 05443-002 | tel +55 11 2144.7150 | cel +55 11 95652.4030 | fax +55 11 2144.7151 | atendimento@museudapessoa.org
Licença Creative Commons

Museu da Pessoa está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-Não Comercial - Compartilha Igual 4.0 Internacional

+