Busca avançada



Criar

História

Entre shows e barzinhos

História de: Edmilson Garcia Moraes
Autor: Museu da Pessoa
Publicado em: 17/01/2022

Sinopse

Edmilson trabalha na Avenida Paulista, e conta nessa entrevista diferentes atividades que faz na famosa avenida, quando não está trabalhando.

Tags

História completa

P – Eu queria que você contasse para a gente aqui o seu nome completo, a data e o local de nascimento.

 

R – Edmilson Garcia Moraes. Nasci em 1972 em São Paulo.

 

P – Conta para a gente qual a sua relação aqui com a Avenida Paulista.

 

R – A minha relação com a Avenida Paulista portanto é que eu trabalho aqui no Sesc, trabalho aqui no Sesc Paulista. E tem bastante novidades todo dia para cá, né? É legal.

 

P – Você vai atrás dessas novidades? Que novidades?

 

R – Ah, tem o teatro, tem a contação de história, que é aos finais de semana. É muito legal.

 

P – Você costuma ir nas programações do Sesc ou fora também?

 

R – Costumo ir no Itaú Cultural. Porque no Sesc, até então, eu só trabalho.

 

P – Ah, tá certo. Você podia descrever para a gente uma história que foi marcante aqui na Avenida Paulista?

 

R – Foi a balada da Parada Gay, que eu dei muita risada. O ano, o ano passado não, neste ano.

 

P – Conta para a gente como foi? Foi a primeira vez que você foi lá?

 

R – Foi a primeira vez, foi muita balada. Tinha muita gente bonita. Mas, legal.

 

P – O que é que te chamou mais a atenção ali?

 

R – (riso) Foram as brincadeiras que tiveram. As brincadeiras.

 

P – Por exemplo.

 

R – Por exemplo, os bichas, né, lá tirando a roupa. Um monte de coisa, enfim.

 

P – E para vir aqui, como é que é? Como é que fica aqui a avenida?

 

R – Fica lotada. O domingo...

 

P – Descreve para mim aqui como é que fica.

 

R – ...o domingo ele é cheio. Durante todo dia é um vai e vem de gente. É muita gente. Muita gente mesmo.

 

P – Veio com os  amigos?

 

R – Não, eu saí do término do meu trabalho e fui curtir. Fiquei até as 10 horas da noite.

 

P – Certo, tirando aqui, esquecendo a Parada. Você disse que freqüenta algumas coisas, alguns eventos. Já pegou show?

 

R – Ah, os barzinhos, né, os barzinhos que têm pagode aí no Paraiso, aí na Brigadeiro, é legal.

 

P – Tem na Paulista também? Tem lugar de balada?

 

R – Tem, também tem. Tem um barzinho ali na frente, só que é mais uma música ambiente, mais familiar.

 

P – Tá certo. Tem mais alguma coisa que gostaria de contar aqui. O que é que você, o que é que te atrai nessa avenida aqui?

 

R – Ah, os prédios são muito bonitos. O trânsito, a movimentação de gente que vai e vem toda hora, é muito legal.

 

P – Deixou de falar alguma coisa? Quer complementar?

 

R – Não, não.

 

P – Tudo em ordem?

 

R – Tudo em ordem.

 

P – Obrigado.

 

R – Valeu, cara.

 

FIM DA ENTREVISTA

Ver Tudo PDF do Depoimento Completo

Outras histórias


Ver todas


Rua Natingui, 1100 - São Paulo - CEP 05443-002 | tel +55 11 2144.7150 | cel +55 11 95652.4030 | fax +55 11 2144.7151 | atendimento@museudapessoa.org
Licença Creative Commons

Museu da Pessoa está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-Não Comercial - Compartilha Igual 4.0 Internacional

+