Busca avançada



Criar

História

Em busca dos filhos

História de: Paola Silva Fabiano
Autor: Museu da Pessoa
Publicado em: 21/01/2013

Sinopse

Nascimento em Graúna em 1986. Paola casou-se pela primeira vez aos 13 anos e engravidou de sua primeira filha aos 14. Casou-se de novo e teve mais dois filhos. Após a segunda separação entrou para o Instituto Aliança, da Chevron, onde trabalha com doces e salgados. 

Tags

História completa

Eu era muito presa, minha mãe não deixava eu ir a lugar nenhum. Não podia sair se não fosse com ela. Ela era cozinheira e meu pai, pedreiro. Na adolescência eu ficava em casa. Sempre quando eu saía fugida, ela ia lá atrás de mim, me buscava, me botava pra casa de novo. Mas lá na minha casa tinha um pé de goiaba e uma vez um rapaz passou e mexeu comigo. Ele começou a falar um bocado de coisa comigo eu passei a gostar dele. Aí engravidei e fugi com ele, com doze pra treze anos. Eu tive uma menina. Fiquei morando com ele. Depois me separei, porque ele se misturava com muitas pessoas que não eram boas, começou a fazer coisas que não devia e começou a beber. Aí eu peguei e me separei e voltei a morar com minha mãe. Tinha quinze anos quando voltei a morar com ela. Fui plantar cana, trabalhar na roça. Qualquer serviço que aparecer eu encaro. Depois comecei a namorar de novo. Aí aconteceu a mesma coisa do primeiro casamento. Fui morar com ele, que era mais velho do que eu. Tive dois filhos com ele. Trabalhava na padaria e quase não ficava em casa. Foi quando minha cunhada e ele tiveram um caso e eu me separei novamente. Eu botei ele na justiça pra ele dar pensão; ele não queria dar pensão, preferiu pegar as duas crianças pra morar com ele. Aí eu peguei e entreguei pra ele porque eu precisava trabalhar. Eu fui morar sozinha e eu tinha uma amiga há muito tempo e dali eu vi um menino crescer, pequeno. E eu não sabia que esse destino ia traçar pra nós dois. Ele era a fim de mim há muito tempo, desde quando ele era novo “Eu tenho idade pra ser sua mãe”, eu falava com ele. E hoje eu agradeço a Deus porque se não fosse por ele eu não sei o que seria de mim hoje, porque eu não teria força pra conseguir o que eu tenho hoje. Eu tinha abandona o serviço, não trabalhava. Foi quando eu ouvi sobre o Instituto Aliança, que estavam dando cursos pra mulheres. Me interessei e entrei no grupo. Gostei do grupo, do que a gente começou a fazer geleia, o licor, a conserva, o doce cristalizado e mais coisas. Hoje a gente faz esses produtos, faz casadinho, o salgado, e eu estou gostando de estar trabalhando. Antes era só o meu marido que estava trabalhando e agora eu estou conseguindo ter minhas coisas também. Quem sabe assim eu possa ter uma casa boa pra eu poder pegar meus filhos de volta. Esse é meu sonho.

Ver Tudo PDF do Depoimento Completo

Outras histórias


Ver todas


Rua Natingui, 1100 - São Paulo - CEP 05443-002 | tel +55 11 2144.7150 | cel +55 11 95652.4030 | fax +55 11 2144.7151 | atendimento@museudapessoa.org
Licença Creative Commons

Museu da Pessoa está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-Não Comercial - Compartilha Igual 4.0 Internacional

+