Busca avançada



Criar

História

E o mundo parou...?

História de: Guiomar de Albuquerque Lins Serino
Autor: Guiomar de Albuquerque Lins Serino
Publicado em: 05/06/2020

Sinopse

Diário de Guiomar de Albuquerque Lins Serino, 1º de junho de 2020.

Tags

História completa

01/06/2020
Diário de Guiomar de Albuquerque Lins Serino - 89 anos

E O MUNDO PAROU...?

Quando acordo, pela manhã, a primeira coisa que faço é abrir a janela do meu quarto, ficar um momento olhando para fora.
Carros passam, um ônibus para no ponto, pessoas entram apressadas. Um avião corta o azul do céu. No prédio vizinho há uma quadra de tênis onde um senhor, pacientemente, três vezes por semana, tem aulas.

Mas isso tudo foi há um tempo. Só eu, no mesmo quarto, na mesma janela, olho para fora. E imagino. Onde estão os carros, o avião, o senhor que aprendia tênis? Ouço somente um silêncio. Um silêncio tão silencioso que me parece um manto encobrindo o mundo.

Não sei se quem me lê (alguém me lê?) lembra de uma música do Raul Seixas. O dia em que o mundo parou.

     Esta noite tive um sonho
     Maluco que sou, eu sonhei
     Com o dia em que a terra parou
     O empregado não saiu para seu trabalho,
     pois sabia que o patrão não tava lá
     O guarda não saiu para prender,
     pois sabia que o ladrão não tava lá .......

E assim vai essa canção, longa, linda. E premonitória, cujo autor não esperou para ver acontecer.
Pois o mundo parou.
O mundo todo parou.
A rua está vazia.
O céu tão azul está vazio.
A quadra de tênis está vazia.
Só eu, na janela, sonho.

 


Ver Tudo PDF do Depoimento Completo

Outras histórias


Ver todas


Rua Natingui, 1100 - São Paulo - CEP 05443-002 | tel +55 11 2144.7150 | cel +55 11 95652.4030 | fax +55 11 2144.7151 | atendimento@museudapessoa.org
Licença Creative Commons

Museu da Pessoa está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-Não Comercial - Compartilha Igual 4.0 Internacional

+