Busca avançada



Criar

História

"É deslumbrante, né?"

História de: Murilo Oliveira Restel
Autor: Museu da Pessoa
Publicado em: 17/01/2022

Sinopse

Murilo veio de Rondonópolis para São Paulo com o objetivo de estudar. Nessa entrevista ele nos conta um pouco o que sentiu a primeira vez que conheceu a Avenida Paulista.

Tags

História completa

P1 – Boa tarde, Murilo.

R – Boa tarde.

P1 – Bom, então primeiramente eu gostaria de saber o seu nome completo.

R – Meu nome é Murilo Oliveira Restel.

P1 – Local de nascimento.

R – Rondonópolis, Mato Grosso.

P1 – E a data?

R – 1 de março de 1984.

P1 – Certo. Em que ano você veio pra São Paulo?

R – A primeira vez que eu vim pra São Paulo foi em janeiro de 2004, eu vim... Tinha passado no vestibular, aí vim fazer direito aqui. Não gostei de direito, em julho de 2005 eu voltei pra lá e agora tem um ano e dois meses que eu voltei pra cá e agora estou fazendo artes.

P1 – Artes aonde? Em que faculdade?

R – Na Belas Artes.

P1 – Certo. E o que você acha da Paulista? Qual é a sua relação com a Paulista atualmente?

R – Olha, a minha relação com a Paulista é um caso de amor muito grande porque assim, a primeira vez que eu vim pra cá eu fiquei muito apaixonado pela Avenida Paulista. É deslumbrante, né? Essa miscigenação mesmo, essa mistura de culturas, de raças é uma coisa assim muito fascinante, ainda mais pra quem é de uma cidade do interior, pequena como é o meu caso. Mas assim, eu acho que um dos fatos mais marcantes assim pra mim na Avenida Paulista foi a Parada Gay de 2004 que foi uma coisa assim... “Putz” eu nunca tinha visto aquilo na minha vida, tanta gente, tanto gay assim reunido, e foi uma coisa muito legal assim, foi uma descoberta pra mim e uma descoberta em relação à cidade mesmo porque eu não conhecia esse lado de São Paulo. Então foi muito especial.

P1 – Que local da Paulista que você mais aprecia? Tem algum lugar?

R – No MASP. Eu sempre vou num barzinho que fica atrás do MASP e assim, é o lugar que eu mais gosto de ir, mas a Paulista inteira, né? As vezes eu tô em casa, sem fazer nada vou dar uma voltinha na Paulista pra relaxar, ver as pessoas e tal. É muito legal.

P1 – Certo. Quando você fala com os seus amigos lá do interior, lá de Rondonópolis, qual é o local de São Paulo que você indica pra conhecer?

R – Olha, a Paulista eu gosto muito, é o que eu mais falo realmente, mas assim uma das coisas que mais me fascina aqui, que um dos motivos que eu vim mesmo pra cá foi o carnaval de São Paulo porque eu sou apaixonado por escola de samba e onde eu moro não tinha, né? Então assim eu sempre falo muito do carnaval aqui também.

P1 – Tá. Tudo bem. Então em nome do Museu da Pessoa e do SESC nós agradecemos a sua entrevista.

R – Eu que agradeço. Valeu.

P1 – Legal.

Ver Tudo PDF do Depoimento Completo

Outras histórias


Ver todas


Rua Natingui, 1100 - São Paulo - CEP 05443-002 | tel +55 11 2144.7150 | cel +55 11 95652.4030 | fax +55 11 2144.7151 | atendimento@museudapessoa.org
Licença Creative Commons

Museu da Pessoa está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-Não Comercial - Compartilha Igual 4.0 Internacional

+