Busca avançada



Criar

História

Dê valor às pequenas coisas da vida

História de: Fernanda Santos da Silva
Autor: Museu da Pessoa
Publicado em: 17/09/2004

Sinopse

Meu nome é Fernanda Santos da Silva, nasci no dia 01/03/1989 em Sao Caetano do Sul, no estado de São Paulo.

Tags

História completa

Meu nome e Fernanda Santos da Silva, nasci no dia 01/03/1989 em São Caetano do Sul – SP. Moro atualmente no Heliópolis, mas antes de vir pra cá morava na avenida Delamare, nos predinhos onde hoje é o Cingapura. Vim pra cá pois lá era de aluguel, então minha vó resolveu comprar aqui em cima, pois já ficava perto do seu trabalho. Minha mãe se chama Valéria da Silva Santos, profissão vendedora e meu pai se chamava Fernando Duarte da Silva, já falecido. Minha vó se chama Vanilde da Silva Santos e meu vô Adelmo. Meu nome é Fernanda porque o nome do meu pai é Fernando, então meu pai decidiu colocar pelo fato do nome dele ser Fernando. Minha mãe não queria, pois ela queria que fosse Paloma, então eles discutiram bastante e decidiram colocar Fernanda mesmo.

Hoje tenho uma irmã que se chama Paloma, mas não é filha do mesmo pai. Minha infância foi legal, brinquei bastante, aprontei bastante, não dizer que tive uma infância marcada por coisas ruins, fui muito feliz. Um fato que marcou minha vida foi quando eu apanhei de cabo de vassoura pelada, pois eu tinha uns 07 ou 08 anos, fui tomar banho e me pendurei na pia e a pia caiu, antes disso, minha vó já tinha falado pra mim não me pendurar, mas me pendurei e quando caiu corri para de baixo da cama, só que não teve jeito, minha vó me achou e apanhei. Hoje na minha adolescência posso dizer que estou curtindo de montão, saindo bastante, curtindo muito a vida. Na minha vida sentimental vou muito bem, pois estou namorando já há 02 anos com o Thiago, eu o conheci perto da minha casa pois nós éramos amigos, então um dia ele pediu pra ficar comigo, foi quando fiquei com ele e começamos a namorar e estamos aí até hoje.

No momento não estou trabalhando, só estudando, mas uma profissão que eu queria ser é dentista, não por influência da escola, pois a escola não ajuda em nada, mais por ser uma profissão que eu admiro. Um momento que marcou minha vida na comunidade foi este ano no dia das mães no Paquistão, quando em homenagem as mães todos juntos cantamos o hino nacional. O meu maior medo é de perder as pessoas que eu amo e de morrer. Meu maior sonho e ser uma pessoa feliz e com saúde. Uma frase com a qual me identifico é essa: dê valor às pequenas coisas da vida, pois um dia verá que elas eram grandes. Não mudaria nada na minha trajetória de vida, pois sou muito feliz.

Ver Tudo

Outras histórias


Ver todas


Rua Natingui, 1100 - São Paulo - CEP 05443-002 | tel +55 11 2144.7150 | cel +55 11 95652.4030 | fax +55 11 2144.7151 | atendimento@museudapessoa.org
Licença Creative Commons

Museu da Pessoa está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-Não Comercial - Compartilha Igual 4.0 Internacional

+