Busca avançada



Criar

História

De Guarulhos até Heathrow

História de: Laura Olivato
Autor: Laura Olivato
Publicado em: 14/12/2018

Sinopse

Como começou a nossa história de amor - um amor à distância que nos leva a muitas viagens de Guarulhos até Heathrow e nos faz descobrir o mundo juntos.

Tags

História completa

Os museus se dedicam à preservação de memórias valiosas. Eles contam histórias de todos os tipos. E, para mim, não há memória mais valiosa e história mais bonita que a nossa - a minha e do Vini.

 

A nossa história não é como a da maioria. Na verdade, tudo sobre ela é especial.

 

Já éramos considerados amigos quando ainda estávamos nas barrigas de nossas mães. Mas nossa amizade de infância terminou quando tínhamos 5 anos de idade. Ele se mudou para a Inglaterra com a sua família. E eu fiquei no Brasil. Cada um cresceu em um lado do mundo - ele brincava na neve e eu brincava na praia - sem sabermos da existência um do outro.

 

Isso durou até 2014, quando realizei meu sonho de viajar para Paris. A esta viagem fui com minha madrinha e minha irmã. A primeira ainda mantinha contato com os pais do Vini, por isso, quando ela contou a eles que iríamos para a cidade luz, eles nos convidaram para passarmos uns dias em Londres antes de irmos para lá. E assim foi. Em 10 de outubro de 2014 aterrissamos em Londres.

 

Eu e o Vini tínhamos 15 anos de idade. Para ele foi amor à primeira vista. Para mim, encanto. Em apenas 4 dias nos apegamos. Em apenas 4 dias ficou claro como ele era um menino gentil, bondoso, dedicado, divertido, inteligente e companheiro. E em apenas alguns meses ele se tornou meu melhor amigo. A cada dia que passava ele ia se apaixonando mais, e eu me encantando mais. Entretanto, naquela época eu não me permitia me apaixonar por ele também. Mas isso é outra história. E eu estou aqui para falar da nossa.

 

Depois de alguns meses de uma amizade muito intensa decidimos nos afastar para que ele não se machucasse, e nem eu. Levou cerca de um ano para voltarmos a conversar. Neste momento eu já estava quase pronta para entrar em um relacionamento. Poucos meses depois ele veio para o Brasil para passar um mês aqui, nas suas férias. Nem ele nem eu esperávamos que algo fosse acontecer entre nós. Mas ah, o amor... ele não avisa quando vai chegar. Ele aparece de surpresa e te deixa flutuando. E foi assim que nos sentimos.

 

Durante o tempo em que o Vini esteve no Brasil, dentre as coisas que fizemos, uma delas foi acamparmos juntos por uma semana. Na última tarde do acampamento ele confessou que seu coração estava batendo por mim tão forte quanto na primeira vez em que me viu. E, ao ouvir isso, eu não conseguia parar de sorrir. Nesse dia combinamos de começar a orar e conversar sobre isso.

 

Depois de muita oração, muita conversa e muitos conselhos pedidos decidimos retomar nossa amizade, com o intuito de, mais para frente, entrarmos num relacionamento amoroso.

 

Desde então não saímos mais da vida um do outro.

 

Quando esse um mês de férias acabou, ele voltou para a Inglaterra e eu continuei no Brasil. Passamos um ano e meio conversando e nos conhecendo melhor até o grande dia em que nos vimos de novo pessoalmente. Este grande dia chegou em 16 de dezembro de 2017.

 

Foi o dia em que ele me levou para o Greenwich Park e me pediu em namoro. O dia em que ele me levou para o Strada, o restaurante mais romântico da cidade. O dia em que ele fez de mim alguém transbordante de alegria e amor. Um ano depois e cá estamos. O Vini continua na Inglaterra, e eu continuo no Brasil.

 

Mais de 9.000 quilômetros nos separam. No entanto, nenhum deles é capaz de nos impedir de lutar por nós. De lutar por esse amor paciente, bondoso, que tudo sofre, tudo crê, tudo espera e tudo suporta. Alguns dias são mais difíceis que outros, a saudade aperta mais forte. Mas não houve um dia sequer em que eu me arrependesse. Pelo contrário, a cada dia gosto mais de ser a namorada de alguém tão incrível, que é meu melhor amigo e meu amor. E a cada dia me sinto mais abençoada por tê-lo.

 

Que esta memória, a da minha história preferida, fique preservada para sempre, nas nossas mentes, nos nossos corações e neste museu.

 

Lindo, eu te amo de Campinas até Guarulhos, de Guarulhos até Heathrow e de Heathrow até seus braços. Obrigada por me mostrar como uma amizade pode ser tão profunda e como um amor pode passar por cima de qualquer distância e saudade.

 

Feliz dia 16, feliz um ano de nós.

Ver Tudo

Outras histórias


Ver todas


Rua Natingui, 1100 - São Paulo - CEP 05443-002 | tel +55 11 2144.7150 | cel +55 11 95652.4030 | fax +55 11 2144.7151 | atendimento@museudapessoa.org
Licença Creative Commons

Museu da Pessoa está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-Não Comercial - Compartilha Igual 4.0 Internacional

+