Busca avançada



Criar

História

Da brincadeira de infância a realização profissional

História de: Renata Cristina Cintra Nascimento
Autor: Renata Cristina Cintra Nascimento
Publicado em: 21/11/2016

Tags

História completa

Sou Renata Cristina Cintra Nascimento, nasci no dia 17 de março de 1979, às 8 horas da manhã de um sábado.Primeira filha de João e Maria Marta, meus pais, exemplo de amor em minha vida. Logo tive a felicidade de ganhar duas irmãs Simone e Fernanda, com idades bem próximas. Nós três sempre fomos amigas umas das outras e brincávamos muito e uma das brincadeiras preferidas era escolinha, onde na maioria das vezes eu era a professora. Cresci, passei o período do ensino fundamental e fui estudar para me tornar professora. Sempre fui incentivada por meus pais a estudar. Minha mãe sempre dizia que ser professora era uma ótima profissão, pois ela já havia sido também. Então segui por esse caminho, estudei no CEFAM, aprendi muito por lá, realmente estava fazendo algo de que eu gostava. Me formei no magistério em 1997, neste mesmo ano conheci Mateus, hoje meu esposo. Comecei a trabalhar como professora em uma escola particular e, desde então, não parei mais. Fui crescendo, amadurecendo e amando a minha profissão. Em 2004, me casei com Mateus, firmando diante de Deus o compromisso de formar uma família. Cerimônia linda e abençoada. Depois do magistério ainda não havia me graduado, então ,em 2005 comecei a faculdade em 2007 me formei com licenciatura em Educação Artística – Artes plásticas, foi um momento muito feliz. Já em 2008, estava trabalhando pelo estado como professora efetiva há dois anos na escola Caetano Petráglia. Minha vida mudou, recebi a graça de ser mãe, meu primeiro filho nasceu. João Paulo chegou para encher nossa de mais alegria. Mesmo sendo professora efetiva, ainda não estava tranquila, pois minha sede era em São Paulo e com a licença maternidade não conseguiria outro afastamento para trabalhar aqui em Franca. Mas como em minha vida, Deus providencia tudo de que eu preciso, fui convocada pelo concurso municipal da Prefeitura de Franca. Então exonerei meu cargo estadual e fui trabalhar no municipal. E assim trabalhando com os pequenos na educação infantil fui exercendo minha missão. Mas algum tempo passou e novamente a graça de ser mãe me foi concedida, mas desta vez Deus foi mais generoso, mandou duas lindas crianças de uma só vez, gêmeos! José Eduardo e Maria Rita vieram para completar nossa alegria e nossa família. E vamos lá conciliando ser, professora, mãe, esposa, dona de casa, filha, irmã, tia, madrinha...ufa! A vida é assim cheia, muitas alegrias, graças, dificuldades e tristezas... E algo muito triste aconteceu, Em 2015,meu querido papai foi morar na casa do Altíssimo e isto é o que conforta esta perda, ele está no melhor lugar. Em 2016, com meus filhos mais crescidos, resolvi procurar uma nova experiência profissional, foi quando a Rita me deu a oportunidade de trabalhar com alfabetização de jovens e adultos (AJA), que está sendo maravilhoso em minha vida, onde aprendo ensinando. E hoje estou vivendo a valorização de ser professora, missão que escolhi com amor.

Ver Tudo

Outras histórias


Ver todas


Rua Natingui, 1100 - São Paulo - CEP 05443-002 | tel +55 11 2144.7150 | cel +55 11 95652.4030 | fax +55 11 2144.7151 | atendimento@museudapessoa.org
Licença Creative Commons

Museu da Pessoa está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-Não Comercial - Compartilha Igual 4.0 Internacional

+