Busca avançada



Criar

História

COVID-19

História de: Érica Olaf Toledo
Autor: Érica Olaf Toledo
Publicado em: 12/11/2020

Sinopse

Diário de Érica Olaf Toledo, 3 de agosto de 2020.

Tags

História completa

Hoje tenho 16 anos,atualmente moro em SP,uma das grandes cidades do Brasil,fim do ano passado surgiu uma doença que se categorizou como um vírus,e não demorou muito tempo para se espalhar pelo mundo todo. Infelizmente muitas pessoas pensaram que era boatos,até que alguns familiares,amigos e vieram a falecer,essa doença nos levou a uma quarentena que tinha data estimada para retorno as atividades mas o caso se agravava ainda mais,que tiveram que prolongar a quarentena sem previsão de retorno para que se anormalizasse. As pessoas que estão respeitando a quarentena ja estão quase 6 meses dentro de casa.Os Adolescentes ja não têm saude mental de tantas atividades que os governo passa e com a data de entrega quase perto,estão acontecendo suicidios mais frequentes, é incrível como a maioria não estão ligando para isso,só falam sobre suicídio no mês de setembro,é tanta hipocrisia, as pessoas estão se tornando hipócritas.Estamos vivendo um tempo dificil onde o governo fala para as pessoas ficarem em quarentena,se previnir,e aderir todas as etapas para se proteger da doença,mas esquecer que o morador de rua não tem casa para ficar de quarentena,não tem os devidos produtos para se proteger contra o vírus,estamos vivendo em uma época que ninguem sente impatia por ninguém, estamos vivendo onde a frieza toma os corações das pessoas.Estamos vivendo onde até o seu própro presidente relata que uma doença onde matou várias e várias pessoas no mundo ,é uma simples gripe(gripezinha) só pelo fato da doença ter alguns sintomas da gripe , E que depois desse discurso todo de gripezinha anunciar que seu positivo para a tal doença que seria uma simples gripe ,mas calma vai passar o que é uma simples gripe comparado a uma doença que mata,enfim a hipocrisia. Todos estamos passando por uma crise economica,grande parte estão perdendo seus trabalhos. Tudo está difícil!desde as pessoas físicas habilitadas até desabilitadas, das pessoas pobres até a ricas . Eu espero que essa pandemia,quarentena se acabe,e tudo se anormalize o mais rapido possível!. PS:Esquci de falar que nem muitas pessoas estão levando a sério a quarentena,manter uma certa distância,em relação aos alunos não estão conseguindo acompanhar as lições que a escola passa. Entre o hoje e a guerra prefiro mil vezes estar presenciando uma guerra porque eu não suporto a ideia de que o ser humano e capaz de ser frio com as pessoas. Só Deus na causa!!!

Ver Tudo PDF do Depoimento Completo

Outras histórias


Ver todas


Rua Natingui, 1100 - São Paulo - CEP 05443-002 | tel +55 11 2144.7150 | cel +55 11 95652.4030 | fax +55 11 2144.7151 | atendimento@museudapessoa.org
Licença Creative Commons

Museu da Pessoa está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-Não Comercial - Compartilha Igual 4.0 Internacional

+