Busca avançada



Criar

História

Como eu enxergo o mundo hoje

História de: Pamela Paschoa Faustino
Autor: Pamela Paschoa Faustino
Publicado em: 20/05/2020

Sinopse

Diário de Pamela Paschoa Faustino, 12 de maio de 2020.

Tags

História completa

Hoje é 12 de maio de 2020. Meu nome é Pamela Paschoa Faustino. Estamos em meio a uma pandemia de um novo coronavírus. Apesar de estar em 2020, boa parte da sociedade se comporta como em 1918, em meio à gripe espanhola. Li nos últimos dias que houve um movimento na Califórnia chamado "Liga Anti-Máscara" naquele ano - de pessoas que duvidavam da eficácia do aparto e diziam que o Estado estava interferindo demais nas liberdades individuais. Mais de 100 anos se passaram, a ciência evoluiu consideravelmente, mas infelizmente o bom senso das pessoas não acompanhou na mesma proporção. Estamos vivendo um momento em que as pessoas não sabem no que acreditar. Com tanta mentira sendo espalhada e propagada livremente com o auxílio da internet, todos viraram especialistas da sua própria opinião. Existe pouca solidariedade, senso de comunidade e o Brasil especialmente já está um 'salve-se quem puder' a muito tempo. A pessoa no cargo de presidência do país governa para uma minoria de empresários endinheirados e a cada dia que passa tira mais e mais dos direitos da população. É um show de horrores. Nossa sociedade está toda fragmentada e eu duvido cada dia mais da nossa capacidade como seres humanos de focarmos no que nos une. Eu espero que daqui 100 anos tenhamos melhorado um pouco como espécie.

Ver Tudo PDF do Depoimento Completo

Outras histórias


Ver todas


Rua Natingui, 1100 - São Paulo - CEP 05443-002 | tel +55 11 2144.7150 | cel +55 11 95652.4030 | fax +55 11 2144.7151 | atendimento@museudapessoa.org
Licença Creative Commons

Museu da Pessoa está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-Não Comercial - Compartilha Igual 4.0 Internacional

+