Busca avançada



Criar

História

A emocionante história de Vanner

História de: Vanner Luiz do Nascimento
Autor: Gabriel G. Sampaio
Publicado em: 03/12/2014

Sinopse

Vanner Luiz do Nascimento é hoje o inspetor de alunos da escola Padre Manoel da Nóbrega. Sua trajetória de vida é contada pelos alunos da escola, nesta breve história.

Tags

História completa

A vida de Vanner Luiz do Nascimento é emocionante. Ele é trabalhador e nasceu no Rio de Janeiro no dia 23/04/1963. Ele é filho de Maria aparecida e Elias do Nascimento. Sua mãe era de Minas gerais e seu pai Carioca. Ele considera a mãe como pai, por que o pai abandonou a família quando ele tinha 4 anos. Desde esse dia, Vanner sempre ajudou sua mãe. Quando o pai abandonou a família, eles vieram morar em Cubatão. A história dele é emocionante e verdadeira, é uma lição de vida.

Vanner foi uma criança que teve uma infância difícil, ele foi criado pela mãe e pela amiga da mãe. O pai dele trabalhou como maquinista de trem e a mãe como faxineira. Quando era adolescente, Vanner foi até o lixão, com seu irmão, catar alumínio para vender, ele foi pego pelos guardas e seu irmão, que era menor de idade, se entregou para eles. Ele e o irmão foram levados para a delegacia e até ameaçados de morte. A mãe deles foi buscá-los na delegacia e Isso foi uma decepção para ela. As brincadeiras favoritas dele eram: pião, bobinho e bolinha de gude. Ele tinha muitos amigos que considerava como irmãos. Vanner gostava de brincar e nadar no rio Casqueiro e pegar peixe preto (ou Ambure). Ele ia, de vez em quando, na casa de seus amigos para assistir TV, por que ele não tinha esse aparelho. Naquela época era difícil alguém pobre ter televisão em casa.

O machucado mais sério de sua infância foi quando ele estava brincando de rouba-bandeira e para proteger a sua bandeira, ele pulou em uma vala, lá tinha um pedaço de vidro quebrado com a ponta para cima que entrou em seu pé. Sua primeira namorada foi Eliana. As escolas que Vanner estudou foram: UME Ortega, Martim Afonso e Castelão. Ele gostava de estudar geografia. Sua lembrança mais forte da escola foi quando ele, em uma brincadeira, quase cegou seu amigo. O primeiro trabalho que ele teve foi vendedor de caranguejo na Rodovia Anchieta. Quando fez 14 anos foi trabalhar no Camps em Santos mas não conseguiu fixar no lugar que queria trabalhar, que era no banco.

Outro jovem pegou a vaga dele. Ele foi contratado para trabalhar numa oficina de carros. Depois de alguns anos, veio trabalhar nas empresas de Cubatão, mas depois acabou entrando na prefeitura de Cubatão e começou a trabalhar na UME Nóbrega. No Rio de Janeiro, Vanner torce para o Fluminense e aqui na baixada santista, ele torce para o Santos Futebol Clube. Suas comidas favoritas são: uma feijoada bem feita e dobradinha. Hoje ele é professor de violão e também de um instrumento chamado cavaquinho que deve ser difícil de tocar. Ele também é casado, tem um filho chamado Kaique, seu pai ainda mora no Rio de Janeiro e ele é inspetor na escola que nós estudamos. Todos nós achamos sua história fascinante e, com ela, aprendemos que devemos acreditar e lutar por uma vida melhor.

Ver Tudo

Outras histórias


Ver todas


Rua Natingui, 1100 - São Paulo - CEP 05443-002 | tel +55 11 2144.7150 | cel +55 11 95652.4030 | fax +55 11 2144.7151 | atendimento@museudapessoa.org
Licença Creative Commons

Museu da Pessoa está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-Não Comercial - Compartilha Igual 4.0 Internacional

+